terça-feira, 5 de março de 2013

Desamparo.

Nesta noite sonhei contigo, minha querida Céu. 
Bem... sonho várias vezes, mas desta vez o sonho foi diferente, imaginei que me apareceste no meio de um jardim cheio de rosas, vestida com um vestido longo e branco e com um ar alegre, diferente daqueles ares com que estavas antes de Deus te levar para junto dele. Nesse sonho tu vieste na minha direcção e ergueste a tua mão suave de tom claro e colocaste-a no meu ombro dizendo-me junto do ouvido para ter força e para nunca desistir das pessoas que estão junto de mim e que precisavam do meu apoio, e no fim de me dizeres essas palavras tu desapareceste entre as lindas flores do jardim e nunca mais te vi.
Depois disso, eu penso e chego à conclusão que precisava simplesmente de ti junto a mim, para me ajudares nesta situação que ultimamente me tem dado cabo de mim.
Só tu é que tinhas as soluções para os meus problemas, agora estou sem o teu humilde apoio.
E só te queria dizer mais uma coisa Céu, estou com muitas saudades tuas e todos os dias escrevo no nosso jardim junto da casa.
"Fica em paz, Mãe." 
Até,
Iara.